Como otimizar o checkout em seu e-commerce

O crescimento do comércio eletrônico está acontecendo rapidamente. Nos Estados Unidos, ele cresceu 16% apenas no ano passado, segundo a Forrester. Mas os varejistas não estão acompanhando de perto esse crescimento. Os consumidores estão abandonando os seus carrinhos de compras a uma taxa média de 70%, devido a uma série de problemas que experimentam no processo de checkout.

Quase um terço (27%) dos compradores dizem que o processo de checkout online é muito demorado, de acordo com o Baymard Institute. Está claro que os varejistas precisam entregar um processo de check-out simplificado.

Para reduzir o índice de abandono do carrinho de compras e capturar essa receita perdida, é preciso reduzir o estresse do usuário e recompensar aqueles que chegam até o final da compra.

O redesign pensativo da experiência de checkout pode aumentar as taxas de conversão em até um 1/3, assim como impulsionar o número de vendas e melhorar a segurança dos sites.

Confira as razões para o abandono dos carrinhos no checkout:

  • Custos extras muito altos (frete, impostos, taxas) – 60%;
  • O site queria que o usuário criasse uma conta – 37%;
  • Processo de checkout muito longo / complicado – 28%;
  • O usuário não conseguia ver / calcular o custo total do pedido antecipadamente – 23%;
  • O site teve erros / falhou – 20%;
  • Falta de confiança no site com as informações do cartão de crédito – 19%;
  • A entrega foi muito lenta – 18%;
  • A política de devoluções não foi satisfatória –  11%;
  • Não havia métodos de pagamento suficientes – 8%;
  • O cartão de crédito foi recusado – 4%

Fonte: Instituto Baymard, 2016

Como simplificar o checkout

Para fornecer uma experiência de compra rápida e conveniente, que transforma usuários em clientes, você precisa experimentar toda a jornada de compra no site de seu negócio como um consumidor comum costuma fazer.

Confira cinco etapas para otimizar o checkout em seu e-commerce:

  • Ofereça condições de pagamento mais flexíveis, como faturamento e financiamento instantâneo;
  • Descubra uma maneira mais rápida e fácil de capturar e verificar os endereços;
  • Melhore a experiência dos clientes e os proteja contra as fraudes;
  • Crie processos internos mais eficientes, garantindo preços mais acessíveis;
  • Escolha uma plataforma de comércio eletrônico com base em nuvem para ter acesso rápido.

Aqui estão três dicas para transformar a experiência de compra em sua loja virtual:

Dica 1: Agilize a criação da conta 

Os compradores não querem criar outra conta. Cerca de 35% dos usuários citam a criação de contas como a principal razão pela qual deixaram a experiência de checkout. Com o Amazon Pay, as empresas podem otimizar a experiência de comércio para milhões de clientes deixando-os fazer o check-in e o check-out com as informações de envio e pagamento já armazenados em sua conta da Amazon.

Passo 2: Reconheça os seus clientes

Quanto mais cedo os varejistas reconhecerem os seus clientes, maior a probabilidade de fechar a venda. Se o objetivo é entregar uma experiência de compra mais relevante ou impulsionar o envolvimento contínuo, é importante para os clientes entrarem diretamente na sua plataforma de vendas. Ao oferecer um login parecido como o da Amazon Pay, os varejistas podem fornecer aos clientes uma experiência mais personalizada e entender as suas preferências.

Passo 3: Otimize a experiência através de dispositivos

De acordo com o Relatório Salesforce 2017, 75% dos consumidores esperam experiências consistentes através de canais e dispositivos. Cerca de 73% dos clientes manifestaram que mudam de marca se a experiência não atingir às suas expectativas.

Com o Amazon Pay, varejistas podem atender aos seus clientes onde quer que estejam integrando o método de pagamento em seu site, loja ou dispositivo para oferecer aos compradores uma experiência totalmente conectada. Além disso, os comerciantes chegam na frente da concorrência permitindo que os clientes paguem por seus produtos usando comandos de voz através do Alexa Skills com o Amazon Pay.

A velocidade não é a única maneira de reduzir o número de abandono de carrinho. Os dados de Baymard encontraram 19% compradores que abandonaram os carrinhos porque não confiavam no site, 8% dizem que os métodos de pagamento não foram suficientes, e 4% tiveram os seus cartões de crédito recusados. Isso significa que há um espaço considerável para a melhoria na variedade de opções de pagamento que os varejistas oferecem aos seus clientes. Pense nisso!

Gostou do post? Então, confira também o post Conheça a Pegaki, a pioneira em Pick up Points no Brasil.

Até a próxima!

Deixe um Comentário

Entre em contato