Você deseja promover sua loja virtual no Instagram? Neste artigo, vamos mostrar como você deve utilizar essa rede social como uma ferramenta para o crescimento do seu empreendimento. Serão 5 dicas práticas que você pode começar a utilizar hoje mesmo. Confira!

Objetivo das redes sociais para lojas virtuais


Antes de tudo, é preciso entender as vantagens e limitações das redes sociais para as lojas virtuais. O maior erro das marcas é pensar que com apenas uma boa gestão de redes sociais, as vendas irão decolar. Isso porque essas plataformas são somente uma das áreas da empresa que devem ser alinhadas e executadas de forma assertiva.

 

Além disso, é importante ressaltar que o objetivo chave de mídias sociais como o Instagram não é vendas, mas relacionamento. E por que elas são tão importantes?

 

Ora, criar um relacionamento de confiança com os consumidores e potenciais compradores é uma ação que confere diversas vantagens aos negócios. Dentre elas, podemos citar o impacto nas vendas, pois ao receber uma postura positiva de determinada marca, ter um atendimento personalizado e entender que a mesma possui pontos em comum com ele, o consumidor optará por adquirir um produto ou serviço oferecido por essa empresa.

Postura da loja virtual no Instagram

 

Outro ponto importante é lembrar que as redes sociais são usadas para criar ou estreitar relações de pessoas para pessoas. Ou seja, a marca precisa encontrar uma voz que tenha um diálogo próximo ao usuário, para que entre neste foco de se aproximar de pessoas.

É interessante, ainda, que a loja virtual mostre que é composta por pessoas. Isto é: humanizar os conteúdos no Instagram, com posts com os bastidores do negócio e uma linguagem que saia da formalidade robotizada.

Postura Loja Virtual Instagram  1254w

1. Segmentação: definição da persona da marca

O primeiro passo para o sucesso da loja virtual no Instagram é a definição da segmentação. Esse termo se refere à definição do público que você deseja atingir com o conteúdo. Para isso, a criação da PERSONA é o primeiro passo.

 

Para criar publicações e definir as metas da loja virtual nas mídias sociais, é preciso entender quem receberá as informações.

 

No marketing digital, devemos entender as dificuldades das pessoas e buscar saná-las por meio de conteúdo. Definir um nicho é extremamente importante para que suas ações sejam úteis para o perfil ideal de consumidores para seus produtos ou serviços.

 

Ora, entregar  informações úteis é a chave para conquistar seu potencial cliente para a venda. Tendo em mente a questão de que rede social é um canal de relacionamento, a empresa deve fazer o máximo para facilitar isso. Muitos ainda confundem o marketing digital com o tradicional e, mesmo usando as redes sociais, inserem conteúdos que não são do interesse do público.

 

E, para que sua loja virtual tenha destaque, crie formas  de entender o que o público está buscando. Mas como fazer isso? Por meio de pesquisas (Formulários, enquetes e até mesmo posts em que o usuário responde nos comentários) – é claro que de forma interativa.

 

Outra forma de entender as necessidades do seu público é perceber as principais dúvidas, sugestões, e mensagens no geral recebidas pelo SAC. A equipe de vendas deve estar sempre em sintonia com o time de marketing para o alinhamento de todas essas questões. Isso porque os profissionais da venda sabem exatamente o perfil dos consumidores da marca.

2. Personalidade: a maneira de fazer a loja virtual no Instagram se destacar entre os concorrentes

Para utilizar da melhor forma a loja virtual no Instagram, a empresa precisa ter personalidade. Ou seja, ter uma linguagem, padrão visual, ações e interações com o público que sejam únicos. É muito importante estudar a concorrência e entender o que a mesma está fazendo na rede social. Porém, é um erro copiar o que os outros têm realizado. Isso porque não existe fórmula mágica para ter sucesso nas redes sociais.

 

Então, após traçar a etapa 1 deste blog, pense na essência da loja, nos valores, nas experiências que deseja causar nos clientes. Não é preciso criar uma voz do zero para a marca, pois muitas vezes ela já existe. O que falta é entender como transmitir por meio do Instagram.

 

Além disso, vale lembrar que o Instagram não precisa ser uma vitrine da loja. Para isso, existe o site. Mas sim, como dito acima, uma rede de relacionamento. Um estilo de conteúdo que está em alta é o que mostra a forma de viver dos clientes da marca. Ou seja, se é uma loja de roupas voltada para skatistas, que tal mostrar algumas manobras?

 

Ou também, se for uma loja de artigos para pet, por que não contar histórias de famílias que se transformaram após a adoção de um animal?

 

Resumindo: use sua criatividade! Se inspire no que tem dado certo no mundo todo e crie conteúdos personalizados para sua loja virtual!

 

Por fim, entenda o estilo do Instagram. Replicar o mesmo post em redes sociais diferentes não é recomendado, já que cada uma possui uma dinâmica e as pessoas têm intuitos distintos no acesso a elas.

 

INSERIR IMAGEM: personalidade-loja-virtual-instagram

3. SAC 2.0: prática fundamental para conquistar o consumidor

Com os consumidores conectados e dividindo opiniões sobre produtos e serviços, absorver dicas para SAC 2.0 é fundamental nas empresas. Essa é a prática de atender o consumidor em plataformas online. Nela, consideramos a força do público para o sucesso da marca.

 

Mas de onde vem a importância do bom atendimento online?

 

  • 47% dos internautas fizeram mais compras online ao longo do ano de 2017. Segundo dados do Google, as vendas devem dobrar até 2021
  • O Brasil é o terceiro país em que os usuários gastam mais tempo na internet
  • Uma das causas de o consumidor NÃO finalizar a compra é a FALTA de suporte online

Ou seja, de nada adianta investir no conteúdo se o SAC 2.0 não for realizado. Portanto, confira algumas dicas para que sua loja virtual tenha um ótimo atendimento:

Agilidade

Você pode pensar que essa dica é óbvia. Mas se te contarmos que é um dos erros mais comuns no atendimento online? Pense da seguinte forma: quando encontra uma dificuldade ou erro em um produto ou serviço, espera que seja solucionado o mais rápido possível. Certo?

 

Tendo isso em mente, quando a empresa é lenta para te auxiliar, você perde – parcialmente ou completamente – a vontade de ser consumidor(a). Certo? Pois bem. Essa atividade de empatia é a primeira coisa que você deve fazer para entender como tratar os clientes.

 

Então, temos algumas formas de conquistar essa agilidade, que são:

  • Ter respostas prontas para perguntas feitas com frequência;
  • Elaborar respostas para o caso de a empresa precisar de um tempo para solucionar. Nunca deixar o cliente sem resposta. Dizer que estão buscando uma resolução faz com que ele saiba que está recebendo atenção;
  • Ter disponibilidade para mudar o canal do atendimento, dependendo de cada caso. Por exemplo, para tratar assuntos complexos, o direct do Instagram pode ser mais eficiente que comentários;
  • Ter mais de um canal de atendimento.

 

Transparência

 

Todas as marcas estão sujeitas ao erro, afinal, são formadas por seres humanos. Porém, há duas formas de lidar com isso: reconhecer e fazer o possível para solucionar ou fingir que nada aconteceu. Com a segunda opção, a loja virtual perde a confiança do público.

 

A transparência é fundamental para a boa relação da marca com seus consumidores. No caso de loja virtual, deve ser ainda mais utilizada, já que as pessoas não têm a oportunidade de interagir pessoalmente com os vendedores e conhecer os produtos pessoalmente.

 

Ou seja, é preciso confiar tanto a ponto de saber que aquela mercadoria é exatamente o que está buscando e atenderá suas necessidades.

 

Caso a pessoa comente no Instagram uma insatisfação, você deve responder com educação e buscar entender a fundo o que houve. O importante é buscar um canal privado para a troca de mensagens.

 

Nesse contato mais próximo, a empresa deve buscar os detalhes do que aconteceu e fazer o máximo para solucionar. Com isso, o consumidor pode sair com uma boa imagem da marca e até mesmo promovê-la. Entretanto, com a postura oposta, o resultado pode ser drástico.

 

Quanto mais você tentar calar a voz do público, mais ele vai querer expor sua indignação. E na era digital, em que reclamações podem se tornar um viral, a imagem da marca pode despencar.

Mais uma vez, colocar-se no lugar da outra pessoa é o melhor exercício!

 

Paciência

Em alguns momentos, os consumidores podem agir de formas que podem fazer com que a pessoa responsável pelo atendimento perca a paciência. Porém, isso não pode ser demonstrado no SAC 2.0. A empresa precisa manter sua coerência e tratar o usuário de forma educada em todos os instantes.

 

Afinal, o internauta pode não agir com educação, mas a marca deve mostrar que sua postura é a mesma, independentemente da situação. Uma situação comum é o cliente ser muito ansioso e procurar a empresa muito mais vezes que o necessário.

 

Porém, se isso acontecer, pense da seguinte forma: minha marca é tão valiosa que a pessoa está contando os minutos para adquirir meus produtos! Coloque-se no lugar do cliente, já que todos ficam muito ansiosos quando estão esperando por algo que tem muita importância.

 

4. Anúncios: tática para alcançar conversões para a loja virtual no Instagram

 

Uma das etapas mais esperadas pelas marcas no gerenciamento do Instagram é a conversão. Por isso, ela merece uma atenção especial. Para ter a certeza de que vai alcançá-la, recomendamos os anúncios. Neles, é possível atingir com precisão o estilo de usuário que se encaixa no perfil da marca e promover ações específicas.

 

Há diferentes tipos de anúncios, que variam de acordo com a finalidade da empresa em realizá-los. Dentre eles, há a divisão entre reconhecimento, consideração e conversão. Neste último, as opções são:

  • Conversões
  • Vendas do catálogo
  • Visitas ao estabelecimento

 

No caso das lojas virtuais, a primeira opção é a melhor, já que levará a pessoa diretamente para o site para a finalização de uma compra. Porém, para chegar até esse momento, é interessante produzir anúncios no Instagram com os objetivos anteriores. Dessa forma, a jornada do consumidor será completa e as chances de se alcançar a meta da empresa com o marketing digital são maiores.

 

Para que os anúncios de conversão sejam criados, é preciso instalar um pixel no site da loja virtual. Assim, a mensuração de resultados das redes sociais nas vendas será bem definida.

 

5. Mensuração de Resultados

 

Há uma frase de “Alice no país das maravilhas” que é muito usada no marketing digital: Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve. Ou seja, se você não tem um objetivo definido, como entenderá se sua estratégia no Instagram está dando certo?

Portanto, essa é a última dica, mas provavelmente a mais importante. Para mensurar os resultados, defina primeiramente metas realistas. Isto é: é preciso sempre sonhar alto, porém com os pés no chão. Então, pense em números que sejam desafiadores, porém possíveis de alcançar. Com o tempo, é necessário aumentá-los para que o crescimento da loja virtual no Instagram seja exponencial.

 

Após traçar a meta, enumere as etapas necessárias para chegar até ela. Por exemplo, para alcançar 100 conversões, você precisa enumerar qual será o investimento em anúncio, qual será a campanha criada no mesmo, o que será preciso para elaborar a parte criativa, qual será a frequência de análise do desempenho da publicação, entre outras fases.

 

Depois, é o momento de colocar em prática todas as ideias. Após isso, a análise de dados deverá ser feita com bastante cuidado. Então, outra dica é utilizar ferramentas de relatórios que otimizem seu tempo nesse momento. Em poucos segundos, os softwares fornecem o desempenho do post e até mesmo do anúncio, durante o período que você determinar. É possível, ainda, comparar com outros períodos.

 

Seguindo todas essas dicas, o Instagram será mais uma ferramenta para o sucesso da sua loja virtual. Uma outra opção para utilizar o Instagram de um jeito proveitoso, é encontrar uma agência de mídias sociais, que já possui todo um conhecimento e habilidade para gestão.

 

Fonte: edialog.com.br

Texto de Karina Gomes

Deixe um Comentário

Entre em contato