Tendências de compra usando o recurso Perto de Mim

Você já deve ter aberto o GPS do celular e utilizado, ou pelo menos visto, o recurso “Perto de mim”, seja para compras, restaurantes, postos de gasolina, hospitais ou qualquer outro tipo de serviço. Neste artigo falaremos das tendências de compra usando o recurso perto de mim.

 

Hoje em dia, o celular tem inúmeras funções e talvez o propósito principal dele, que são as ligações, deva ser o menos utilizado em nosso cotidiano. É muito simples retirar o celular do bolso e pedir comida, fazer uma compra online, olhar o mapa ou ir à algum lugar com a ajuda do GPS já embutido.

 

Lendo um artigo do Think with Google sobre tendências, podemos observar alguns números muito interessantes.

Deixarei o link do artigo aqui caso queiram ler.

 

De acordo com esses dados, as buscas por Perto de Mim cresceram em tono de 75% comparados com dados de 2016. Isso porquê de acordo com o IBGE, 92.3% dos brasileiros usam o smartphone como principal meio de conexão à internet. Ou seja, quase 100% dos brasileiros utilizam o mobile para se conectar.

 

Esse mesmo artigo do Google nos oferece alguns números:

“Bares perto de mim” cresceu 12,800% e está entre os 10 mais buscados. Dica para quem tem bar: habilite essa função!

“Restaurantes perto de mim” teve um crescimento de 210%, de 2016 para 2017.

Buscas de delivery rápido, cresceram 140%. Reparando em aplicativos de comida, muitos deles tem a opção “entrega rápida”. Acho que sabemos o motivo já.

Olho No Timing 768x522  768w

Fonte: Think with Google

 

O Google aqui, fala de oportunidades e como fazer: habilitar o google maps, criar uma programática geolocalizada e ofereça para o waze. E em sintonia fina, você consegue fisgar a pessoa no momento da necessidade.

 

Mas por que fazer isso?

Para aproveitar o momento. É uma chance de divulgar seu negócio, e a grande oportunidade é que são para potenciais clientes, mesmo.

Nada de panfletar para pessoas que nem podem estar interessadas, sendo assim, maiores as chances de conversão.

Mas, ele mesmo incita o alerta que isso pode mudar a qualquer hora. O usuário está em constante evolução. Já comentei, em um vídeo anterior, que 20% das buscas diárias, no mundo, são baseadas em termos nunca antes pesquisados!

Isso aconteceu com as buscas nos Estados Unidos, em 2015, quando houve o aumento em buscas com os termos “near me” e “nearby” (perto de mim e proximidades).

Nos anos seguintes, porém, houve uma queda na busca desses termos, pois o usuário entendeu que as buscas são feitas considerando a localização.

 

E como isso pode ser aplicado no e-commerce?

Com entregas rápidas, entregas expressas, limitar baseado em geolocalização ou por estado, até mesmo em campanhas publicitárias.

Por exemplo, você pode fazer uma condição de entrega especial para São Paulo, pois maior parte do seu púbico está lá, ao invés de fazer em Minas Gerais, que é sua sede.

Apesar da rota ser maior, você pode fechar acordo com uma transportadora e garantir a oportunidade para seu público.

 

É muito interessante observar que Google pautado, de certa forma, no virtual, mas agora o consumo e a utilização de serviços estão utilizando a geolocalização.

A tendencias de compra usando o recurso perto de mim, ou a geolocalização, também pode ser utilizada em campanhas patrocinadas nas redes sociais, por exemplo.

O Instagram e Facebook permitem que você defina o público da campanha baseado em diversos fatores, um deles, a localização.

Leia aqui dicas de sucesso para sua loja virtual no instagram

 

E esse número enorme na taxa de crescimento?

Dados 300x242

Fonte: Think with Google

 

Quero saber da opinião de vocês também, mas tenho um palpite para esse número da taxa de crescimento. E se chama “Lei Seca”.

Lógico que é totalmente irresponsável dirigir com o mínimo de álcool no corpo, porém, com a maior fiscalização da Lei Seca, maior conscientização e a viabilidade de transporte com motoristas particulares, facilitou a procura por estabelecimentos que estejam nas redondezas.

 

As pessoas tendem, também, a migrar o seu comportamento, seja por questões de custo, segurança ou não precisar pegar um carro.

Tenho certeza que isso causou, sim, algum tipo de impacto nas tendências de compra usando o perto de mim.

 

Conclusão

O usuário está sempre em estado de evolução. A internet e os meios digitais são os primeiros a observar e criar meios para se adaptar às novas mudanças.

Manter-se informado sobre as tendências e conseguir aplicá-las no seu negócio traz novidades ao seu público e gera vendas para seu site.

 

Deixe um Comentário

Entre em contato