Tendências do E-commerce em 2020

E-commerce em 2020: quais as tendências que o novo ano reserva para o mercado de e-commerce?

 

Quando falamos em tendências do e-commerce para 2020, no que seu negócio deveria estar prestando atenção conforme chegamos ao fim de 2019?

 

O e-commerce no Brasil tem menos de três décadas de existência, mas mostrou grande potencial de crescimento, mesmo em tempos de crise.

E para caminhar junto com a rápida velocidade de crescimento do e-commerce, é preciso que sua loja esteja adiante da curva.

 

E-commerce em 2020

Não é preciso ser nenhum tipo de vidente para poder prever algumas tendências do mercado de E-commerce.

É preciso estudar e estar a par das tecnologias e novidades.

 

Para entender as tendências, é preciso entender seu consumidor e como ele age, o que ele quer e quais as facilidades que o mercado oferece.

Não adianta incluir em seu e-commerce uma suposta tendência se ela não tem adesão com o seu público.

O que realmente determina uma tendência é a adesão dela para com o público.

Muitas tendências não são aplicáveis a todos os e-commerces.

 

Por isso, estar sempre atualizado e entender o pensamento do seu consumidor, pode te deixar a par das novidades que vão ditar o próximo ano.

 

O efeito Amazon

Ecommerce Em 2020 2  1090w

 

Considerado o primeiro e-commerce dos Estados Unidos, a Amazon é um player gigante no mercado de e-commerce e marketplaces.

E se você tem uma loja, é importante que entenda o papel e a importância da Amazon nesse mercado.

 

O sucesso deste marketplace significa que você deve prestar atenção às estratégias que eles adotam.

Há uma boa chance de que se a Amazon faz algo, você deva fazer também.

O nome que deram para isso foi o Efeito Amazon.

 

Claro que do porte que é a Amazon, as condições que eles oferecem vão ser melhores que as suas.

Porém, é uma boa oportunidade de observar quais planos vão dar certo e valem a pena serem adotados ou não são tão viáveis assim.

 

Falamos em Amazon, pois é um grande player do mercado.

Porém, esse efeito pode ser aplicáveis a diversos outros marketplaces ou mesmo e-commerces.

 

Não vá sair copiando todas e quaisquer estratégias que o concorrente implementar.

Afinal, o mais importante é ficar de olho no seu público e como eles estão reagindo a determinado fator.

Frete grátis, promoções, ofertas…

Não podem simplesmente serem aplicados sem qualquer tipo de planejamento na sua loja.

Quem te garante que o concorrente não está perdendo dinheiro com as promoções loucas?

A dica principal aqui é ficar atento às tendências dos grandes e, quando fizer sentido para o seu negócio, coloca-las em prática também.

 

O uso do mobile vai aumentar

Ecommerce Em 2020 3 768x603  768w

 

Se está acompanhando as pesquisas sobre o uso do mobile no e-commerce, acredito que esse item não seja novidade alguma.

Essa é uma tendência que podemos dizer, com certeza, que vai se concretizar.

 

De acordo com a mais recente pesquisa da Webshoppers, aproximadamente 43% dos pedidos são feitos via mobile.

Para os meus clientes da consultoria, esse número já ultrapassa os 50%.

Isso significa que futuramente, cada vez mais pessoas vão realizar os seus pedidos via mobile.

Estima-se que em 2020 mais de 70% das vendas dos e-commerces serão feitas via celular.

 

Dessa forma, não se esqueça de dois pontos importantes:

– Deixar seu site responsivo

– Desenvolver um aplicativo

 

Para ter certeza que seu site está otimizado para o mobile, a navegação deve ser intuitiva e o tempo de carregamento das páginas, menor.

O celular pode ser seu melhor amigo bem como pode ser seu pior inimigo.

Especialmente compras compulsivas, se o cliente gasta tempo em navegação lenta ou sites não adaptados, o consumidor pode cancelar a compra.

 

As descrições de produtos serão coisa do passado

Outra previsão para o futuro do e-commerce é que as descrições de produtos como conhecemos hoje se tornarão obsoletas.

Desconsiderando o fator SEO e pensando apenas na experiência do consumidor, a grande tendência é que os vídeos tomem conta das descrições de produto.

Afinal, qual a grande finalidade da descrição de produtos para o consumidor?

 

Além de especificar medidas, cores e materiais de fabricação, é a aplicação destes produtos na vida dos consumidores.

Para um e-commerce de moda, por exemplo, um vídeo se torna muito mais útil e interessante para a consumidora, em questão de combinações e caimento da peça.

Nos vídeos, tenha certeza de incluir tudo o que o consumidor precisa saber.

Isto é, como usar, porque o consumidor precisa daquele produto e todos os detalhes de possam incentivar a compra.

 

Não quer dizer que as descrições escritas possam ser deixadas de lado.

Afinal, ainda é uma grande ferramenta de SEO e busca para o Google.

Além disso, supondo que o consumidor não tenha tempo para assistir o vídeo, a leitura da descrição supre essa necessidade e incentiva a venda.

 

Realidade aumentada

Ecommerce Em 2020 4 1  1088w

 

Extremamente útil para segmento de moda e acessórios, bem como decoração.

Uma das maiores desvantagens do e-commerce é não poder ver e tocar o produto, o que nos faz perder a noção de espaço, por exemplo.

Quem nunca foi experimentar uma roupa que estava linda do manequim, mas não ficou tão boa assim no corpo?

Ou então, supre a necessidade daqueles com pouca imaginação que tem dificuldades de imaginar a parede da sala na cor vermelha.

A realidade aumentada vai permitir que troquemos a cor das paredes, disposição de móveis e noções de espaço.

Se seu segmento consegue se aproveitar dessa tendência, é bom começar a investir nela.

 

Conclusão

O efeito Amazon é um dos grandes indicadores de tendências para o futuro de e-commerce.

O mobile commerce vai ultrapassar as vendas por desktop e as tradicionais descrições de produtos se tornaram obsoletas.

 

É importante observar o comportamento do consumidor e se adaptar às novas tecnologias que surgem para facilitar a vida do cliente.

 

Se sua loja não estiver colaborando para facilitar a vida, pode ter certeza que você será descartado da lista de sites visitados.

Faça pesquisas, mantenha-se informado e acompanhe as transformações de perto para não ficar para trás.

Fazendo isso, sua loja te uma chance muito maio de continuar competindo no jogo do mercado de e-commerce.

 

Artigo originalmente publicado no site da E-commerce Brasil

Deixe um Comentário

Entre em contato