O mercado dos e-commerces segue aquecido, mesmo diante da crise. Em 2016, o crescimento do cenário do comércio eletrônico foi de 11% e esse ano é esperado um aumento de mais de 10%. Para não ficar para trás e ter vez no cenário competitivo das lojas online, os donos devem investir nas melhores práticas e em novas ferramentas, que surgem a cada dia para melhorar o trabalho e o faturamento dos negócios virtuais.

Afinal, o que vai definir quais e-commerces conseguirão se manter nos próximos anos e quais não irão para frente, serão as novas tendências de lojas virtuais e se você vai conseguir ou não as acompanhar para proporcionar a melhor experiência para seus clientes e aumentar seu lucro. Por isso, separamos algumas tendências de e-commerce para você seguir que irão dominar o comércio eletrônico. Confira!

Mobile First

Hoje, o celular é o principal meio utilizado para acesso à internet, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com essa mudança de comportamento no consumo dos usuários, surgiu o conceito de Mobile First, que prega o planejamento de projetos pensando primeiro nos dispositivos móveis e depois nos desktops.

Mais de 15% dos pedidos feitos em lojas online são por meio de smartphones, no entanto, a taxa de conversão ainda é baixa porque muitos sites não são adaptados apropriadamente para a versão mobile, o que pode acabar ocasionando no abandono de carrinho, desistência ou até mesmo que a pessoa deixe seu site pois não conseguiu encontrar o que queria. Por isso, invista no visual e na funcionalidade de seu e-commerce para os dispositivos móveis e destaque-se entre a concorrência.

Inbound marketing

O Inbound marketing é uma estratégia para os e-commerces que promete ser bastante utilizada em 2017. A ideia é abordar e atrair consumidores através de conteúdos úteis (landing pages, blogs, e-mail marketing e outros), que criem um vínculo com o cliente e que não haja um ponto final após a compra, mas sim um começo para novas relações e futuras negociações.

Além disso, com o Inbound marketing você promove a empresa e fortalece o posicionamento da marca no mercado, construindo autoridade na sua área de atuação e ajudando na conquista de novos clientes e divulgadores espontâneos. Essa é uma estratégia de médio e longo prazo, mas que pode trazer grandes benefícios, como tráfego orgânico, atraindo o público alvo comprador e aumentando a taxa de conversão.

Omnichannel

O omnichannel é uma tendência de e-commerce que se trata, basicamente, da integração dos canais de venda de sua loja online. Segundo o Google, 85% dos consumidores iniciam a compra por um canal e a concluem por outro, então integrar dispositivos móveis, mídias online e off-line, redes sociais e outros meios é um rumo a ser seguido por seu e-commerce.

De acordo com estudos feitos pelo IDC Retail Insights, os consumidores omnichannel, que buscam informações em diversos canais de comunicação, gastam de 15 a 30% a mais do que os outros compradores, então priorize o acompanhamento do cliente durante toda a trajetória da compra e integre as plataformas.

Chatbots e inteligência artificial

As plataformas de inteligência artificial, capazes de detectar fraudes, recomendar produtos, prever comportamentos dos clientes, entre outras funções, devem ser cada vez mais utilizadas a partir desse ano em diante. Tudo isso para reduzir custos e erros cometidos por falhas humanas, além de aumentar a satisfação do cliente.

Os chatbots, por exemplo, são pequenos robôs que gerenciam conversas com o público via aplicativos como o Facebook Messenger, Twitter e Telegram. Através da automatização de diálogos, eles solucionam pequenas dúvidas e, dependendo de sua configuração, podem até identificar padrões de comportamento do consumidor e realizar vendas.

Acompanhe o Blog Dr. e-commerce para saber de tudo que é tendência no e-commerce!

Deixe um Comentário

Entre em contato