A internet se tornou importante nos últimos anos, assim como o marketplace que pode ajudar a tornar o que já era bom, ainda melhor.

 

De fato, muita gente já começou a perceber que a esfera digital se tornou incontornável, de modo que sem marcar presença nela de algum modo uma empresa realmente corre o risco de ficar para trás, perdendo espaço e oportunidades.

 

Ao mesmo tempo, alguns ainda confundem algumas de suas estratégias, como no caso do marketplace, que não é uma simples loja virtual.

 

No caso da loja, uma empresa de açaí revenda, por exemplo, mantém seu próprio domínio, ou seja, ela tem o site institucional e atrelada a ele, a loja virtual.

Nela o cliente pode realizar suas compras, escolher as formas de pagamento e de envio, tudo sem sair do domínio da empresa. Isso é bastante diferente da proposta de um marketplace.

 

No segundo caso temos uma infraestrutura que já está toda montada e que atua mais ou menos como um shopping center ou uma galeria, onde as empresas fazem seus anúncios dentro do domínio maior, que é o do marketplace em questão.

 

Basta imaginar o caso que uma plataforma de soluções industriais traz várias marcas que vendem todo tipo de solução, desde maquinários pesados até insumos como desengraxante industrial. Nenhum dos anunciantes está em um espaço exclusivo.

 

Lembrando que há exclusividade no sentido de que cada um tem seu anúncio.

Porém, para chegar ali o visitante do marketplace provavelmente realizará uma pesquisa com base em uma palavra-chave, e encontrará todas as empresas que anunciam o mesmo item.

 

Estamos falando de produtos, mas também há marketplaces que lidam com prestação de serviço.

O que precisa ficar claro, por enquanto, é justamente essa diferença entre a loja virtual própria e a plataforma que trabalha um formato de multimarcas.

 

Nos dois casos temos um exemplo de e-commerce ou comércio eletrônico, porém a diferença estrutural é bastante significativa, e precisa ser levada em conta.

Até porque, uma empresa só vai conseguir tirar o máximo proveito disso tudo se entender a fundo.

 

Daí que tenhamos decidido tratar deste tema, escrevendo este artigo para aprofundar os 4 benefícios de utilizar um marketplace.

Especialmente, nesses tempos em que a concorrência cresce a cada dia e o público se torna mais e mais exigente.

 

Um ponto bacana que devemos frisar é o fato de que hoje os marketplaces evoluíram tanto, que realmente já podem ajudar empresas de vários segmentos, desde áreas industriais e nichadas até a venda de produtos mais populares como computador novo.

 

Dito isto, se você está interessado em compreender melhor como os marketplaces funcionam e como podem ajudar na sua estratégia de venda, aumentando seus resultados e sua capacidade de marcar presença digital, basta ficar com a gente até o fim.

 

O que é um marketplace?

benefícios de utilizar um marketplace

 

Do que dissemos acima já ficou claro que um marketplace tem diferenças radicais e profundas em relação a uma loja virtual.

Todavia, essa distinção não está apenas no fato de que em um caso a loja é dona do seu espaço e em outro não, ela vai além.

 

A internet, que é cheia de oportunidades, também se tornou um oceano de concorrência e competitividade.

Já o marketplace oferece uma área para qualquer um fazer anúncio e aparecer no mesmo dia, sendo que ele é quem garante o tráfego.

 

Além disso, ele já conta com uma infraestrutura pronta em termos de formas de pagamento e de envio.

Portanto, ao vender algo como chaveiro personalizado acrílico, o próprio cliente vai poder escolher o que mais agrada, sem muita burocracia ou limites técnicos.

 

Para isso, um elemento básico do marketplace é que ele cobra uma participação perante o lojista ou empresa que anuncia em sua plataforma.

Em alguns casos essa cobrança funciona como uma comissão, que é colocada mediante uma venda que se realiza.

 

Em outros casos, trata-se de uma mensalidade fixa, como cobrança que a plataforma faz para que os vendedores participem do espaço digital.

 

Já os clientes sempre acessarem essas plataformas de maneira gratuita, como se fosse mesmo o shopping ou galeria que citamos acima.

Assim, eles podem comparar ofertas, solicitar vários orçamentos, fazer perguntas, qualificar as negociações e muito mais. O que também ajuda a atrair cada vez mais compradores.

 

4 benefícios de utilizar um marketplace

1. A vitrine digital

benefícios de utilizar um marketplace

 

Quem lida com internet já deve ter ouvido dizer que hoje a maior vitrine do mundo é o Google, que é um motor de busca que domina boa parte do mercado de buscadores.

Por isso mesmo, conseguir uma boa posição ali é algo fundamental. Isso serve para entendermos como funcionam as vitrines digitais.

 

Afinal, se o seu cliente não encontrar sua marca na hora certa, ele simplesmente não vai comprar de você.

Aí temos uma das maiores vantagens do marketplace, já que são marcas que investem pesado em marketing, como modo de tornar a plataforma uma vitrine chamativa para as pessoas daquele segmento ou nicho de mercado.

 

Assim, se alguém procura por espelho mágico fotográfico, é bem provável que acabe encontrando antes no marketplace do que em uma loja virtual exclusiva.

Deste modo, ao pagar uma comissão ou uma mensalidade, seus produtos/serviços estarão muito mais evidentes, podendo atrair muito mais gente.

 

Isso vai ao encontro de uma velha máxima do marketing, que diz que quem não é visto, não é lembrado.

Ao mesmo tempo, pagar para gerar tráfego no próprio site, por meio de anúncios e patrocínios, pode ser bem mais caro do que a comissão de um marketplace.

 

2. O custo-benefício

Outro ponto indiscutível sobre o marketplace é que, embora ele possa custar milhões de reais em investimento para seus donos e desenvolvedores, para quem vai anunciar ele tem um custo bem menor do que fazer um site do absoluto zero.

Em alguns casos, como já referido, você só paga se vender, então literalmente pode fazer um anúncio e começar a aparecer, sem colocar a mão no bolso.

 

Em outros casos há mensalidade, mas quando é assim geralmente a plataforma garante alguns resultados em termos de vendas, de modo que se você não vender pelo menos o suficiente para pagar a mensalidade, ela pode sofrer algum abatimento.

 

Tudo é questão de negociar e ler o contrato entre as partes.

Seja como for, hoje muitas das lojas que vendem bateria 60 e outros produtos de forte apelo popular, simplesmente dependem de um marketplace para realizar suas vendas.

 

Em outras palavras, elas encontram nesse formato a principal fonte de rentabilidade e até de lucratividade do seu negócio.

Tanto que algumas mantêm uma loja virtual no ar, para ir fortalecendo sua marca aos poucos, mas nem por isso abrem mão do marketplace.

 

Assim, ao falar em custo-benefício, precisamos lembrar que não haverá CAPEX (Capital Expenditure), ou seja, Despesas de Capital.

Isso quer dizer que seu caixa começará melhor por você não ter gastado com infraestrutura.

 

3. O mix de produtos

Se tem algo que estimula o crescimento no mundo digital é você entrar na sua página de vendas e verificar que todo dia tem pedidos entrando.

Isso estimula o crescimento, sendo que no caso do marketplace é algo praticamente garantido.

 

Por isso mesmo, esse estímulo traz outra vantagem, que é a facilidade de operar as vendas e lidar com o próprio portfólio.

Assim, uma fábrica que confecciona porta caneta de acrílico vai ter tempo de sobra para investir em inovação e na criação de outras soluções, aumentando seu mix de produtos.

 

Só o fato de novos clientes aparecerem o tempo todo já contribui para isso, uma vez que eles mesmos poderão dizer o que gostariam de comprar.

 

4. A versatilidade

Por fim, precisamos aprofundar no fato de que hoje os marketplaces são capazes de abraçar qualquer modelo de negócio.

 

Portanto, as plataformas têm se diversificado cada vez mais, de modo que já podem fazer uma ponte entre empresas, clientes finais, corporações e até frentes governamentais.

 

Basicamente, os modelos principais são:

  • B2B: de empresa para empresa;
  • B2C: de empresa para consumidor;
  • C2C: de consumidor para consumidor;
  • B2G: de empresa para governo.

 

Assim, uma loja que vende aparelho surdez não apenas vai encontrar facilmente um marketplace que atenda seu público, como pode descobrir outras frentes possíveis de atuação, o que também aumenta as vendas e possibilidades futuras.

 

Considerações finais

Portanto, vimos que os marketplaces crescem a passos largos, e hoje já representam um dos principais pilares do universo digital, sendo indispensáveis para muitos.

 

O melhor modo de entrar nesse universo incrível é entendendo os 4 benefícios que listamos acima, como maneira de garantir que cada um possa tirar o melhor proveito no seu caso a caso, sem perder de vista as boas práticas da área.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um Comentário

Abrir whastapp
Precisa de Ajuda?
Olá posso te ajudar?