Doutor E-commerce –

Ouça o VENDA+CAST

 

Vamos falar sobre queda nas vendas do e-commerce.

Não apenas de quem é cliente da consultoria ou alunos, mas recebemos diversos relatos e perguntas de lojistas, que estão preocupados com a queda nas vendas neste começo de 2022.

 

Janeiro e fevereiro tem sido consideravelmente ruim em comparação aos anos anteriores e, é normal ficar preocupado.

Não apenas ruim em vendas, mas ruim em uma visão geral de acessos, consumo e até mesmo impacto em mídias sociais.

 

Então, vamos falar um pouco sobre esta queda nas vendas do e-commerce.

Historicamente Janeiro e Fevereiro têm os piores desempenhos do ano todo.

Isto porque são meses que além de virem logo após a grandes datas como o Natal, são épocas impactadas pelas contas de começo de ano.

 

A pior época para o e-commerce

queda nas vendas do e-commerce

 

Além de não possuírem nenhuma data comemorativa com grande representatividade, o primeiro trimestre do e-commerce é naturalmente mais lento do que o restante do ano.

Porém, muitos lojistas encontram-se assustados com os baixos números destes 2 meses de 2022. Isso deve-se ao fato que estávamos em períodos anormais para as vendas online.

 

Em 2020, tivemos a pandemia que exigiu muito do comércio eletrônico e deu a acelerada inicial.

Em 2021 passamos por mais um ano anormal de adaptações e muitas novas inserções de consumidores que estavam se estabelecendo no online.

 

2022, aliado aos fatores mencionados acima, ainda vem acompanhado da normalização do mercado online.

Não é que as vendas estejam péssimas, mas sim que elas estejam voltando para o mesmo patamar pré pandemia.

 

Este novo ano ainda veio acompanhado de diversos fatores externos como economia, inflação e aumento de taxas, o que tirou o poder de compra de diversos consumidores.

 

Queda nas vendas do e-commerce, como se planejar?

Para quem faz os planejamentos do negócio, naturalmente retiramos o pé do acelerador nos começos de ano.

São datas não muito significativas, além do mês mais curto de fevereiro que vem junto com o carnaval, data em que as pessoas gastam mais em viagens e lazer do que aproveitam as compras online.

 

Por isso, janeiro a março, não são os meses de investir pesado no estoque, muito menos em mídia.

 

São os meses da sobrevivência.

 

Para quem acompanha as vendas do e-commerce devem ter percebido grande queda nas vendas desde a semana que antecedeu o feriado de carnaval, com a maior baixa durante o feriado prolongado.

 

E isso é normal.

 

É a partir de março e abril que os negócios começam a engajar, para termos grandes vendas em Maio, o dia das mães.

 

Mas é normal mesmo ou há falhas na gestão?

queda nas vendas do e-commerce

 

Uma coisa é a queda natural, outra são falhas na gestão que potencializam esta queda.

É preciso saber identificar o que está dentro da normalidade e quando há falhas no negócio.

 

Não é o momento de investir pesado. E sim se preparar para os próximos meses para fazer grandes vendas.

Se nem a partir destes próximos meses as vendas melhorarem, então talvez esteja na hora de repensar a gestão do negócio.

 

Quer saber mais sobre o assunto e inclusive enviar sua dúvida e comentário para o Thiago Sarraf?

Todas as sextas feiras lançamos episódios novos no PODCAST – VENDA + CAST

Ouça e acompanhe nossos conteúdos em todos os lugares.

 

Deixe um Comentário

Abrir whastapp
Precisa de Ajuda?
Olá posso te ajudar?