fbpx

Atenção, consumidor. A clonagem de cartões de crédito é, infelizmente, um problema que tem se disseminado com rapidez em todo o mercado brasileiro. Além de deixar qualquer consumidor aborrecido e preocupado, a questão exige diversos processos burocráticos para se resolver.

No caso do e-commerce, a situação também é preocupante: o índice de compras ilegais com dinheiro falso aumentou nos últimos anos e, em 2014, representou 3,98%, em média, do total. Isso significa que, a cada R$ 100 movimentados em lojas virtuais, quase R$ 4 correspondem a tentativas de fraude.

O problema se torna cada vez mais comum pela facilidade de se cometer uma fraude online, já que o cartão físico não é necessário, apenas algumas informações sobre o usuário e a conta. Por isso, o que todo consumidor deve fazer é se certificar de que esteja realizando uma compra em um site realmente seguro. Atente-se aos detalhes, averigue a credibilidade, ouça o que outros consumidores têm a dizer sobre suas experiências de compra anteriores, pesquise em sites de reclamação e também nas redes sociais. Nesse caso, todo cuidado é pouco, certo?

Os praticantes de fraude na internet estão criando novas estratégias para confundir e enganar os usuários, como o uso de sites falsos, mas visualmente iguais aos originais, o que imediatamente provoca a sensação de confiança e familiaridade aos consumidores mais desatentos.

Para comprovar se aquele é mesmo o site verdadeiro, verifique o endereço da loja – que já pode ser um indício de adulteração, já que a URL geralmente é diferente – e também fique atento às condições de pagamento e ofertas praticadas. Já falamos aqui no blog sobre isso: quando os preços são “bons demais”, e estão muito abaixo do valor praticado no mercado, desconfie antes de se empolgar com a compra!

Muitas lojas cultivam o hábito de validar dados sobre a compra por telefone. Caso alguma empresa entre em contato com você, preste atenção: as informações solicitadas jamais serão a respeito de dados bancários ou sobre o número completo de seu cartão de crédito. Empresas confiáveis não fazem esse tipo de pergunta, portanto nunca responda – quanto à senha do cartão, muito menos!

Redobre sua atenção e seus cuidados, caro consumidor. Vale a pena se preocupar antes para não ter dor de cabeça depois. Boas compras!

Deixe um Comentário

Abrir whastapp
Precisa de Ajuda?
Olá posso te ajudar?