O poder de compra dos vídeos no e-commerce

A utilização de vídeos por um e-commerce é considerada hoje como bastante relevante na conclusão de uma venda. Os consumidores passaram a esperar que as lojas ofereçam vídeos para que tenham uma experiência de compra mais completa, portanto o e-commerce que ainda não investe nesta ferramenta está em desvantagem perante os demais.

O vídeo é uma das melhoras maneiras de estar em contato com os clientes e poder contá-los as mais diversas histórias. Pode ser usado para demonstrar produtos ou serviços oferecidos pela loja e explicar como utilizá-los, para falar sobre a trajetória da marca, para citar uma data especial, para divulgar conteúdos produzidos pelos próprios clientes, entre outras funções. No entanto, é preciso usá-lo com inteligência e criatividade.

Isto ocorre porque o consumidor de hoje está mais exigente e, além disso, dispõe de mais recursos que “competem” para prender a sua atenção. Os usuários estão conectados a várias telas simultaneamente o e só irão se concentrar em algo se realmente os interessar. Portanto, não é mais possível “empurrar” um conteúdo. É preciso que ele seja de fato atrativo para o cliente.

Segundo uma pesquisa realizada pela Animoto, 95% dos consumidores acredita que os vídeos ajudam na hora de decidir sobre uma compra, 73% se considera mais propenso a comprar um produto depois de assistir um vídeo que o apresente, 93% volta a assistir o vídeo depois da compra para aprender a utilizar o produto corretamente e 58% acredita que as empresas que se preocupam em produzir vídeos são as mais confiáveis. De fato, o cliente passa a conhecer melhor a loja e também, muitas vezes, sua equipe, o que confere credibilidade e transmite uma sensação maior de segurança.

Além da questão da confiabilidade, o e-commerce que produz vídeos alcança outros benefícios: eleva suas taxas de conversão ao triplo das empresas que não os produzem, possui mais possibilidades de diferenciar seus produtos dos similares existentes no mercado, torna o cliente mais fiel à sua loja, realiza uma demonstração completa dos produtos (ou serviços) que oferece, tira dúvidas de forma mais esclarecedora, vende produtos com os quais o cliente não tem familiaridade e otimiza suas páginas nas ferramentas de busca (para isto, é importante adicionar palavras-chave e permitir o compartilhamento e a incorporação do conteúdo em outros sites).

Para quem precisa de inspiração, existem alguns “modelos” de vídeos que já provaram sucesso nas lojas virtuais e que podem ser utilizados pelas lojas que decidiram adotar a ferramenta. É o caso dos testemunhais produzidos pela empresa para destacar os melhores clientes (estratégia bastante utilizada), dos vídeos que prestam mais esclarecimentos sobre como utilizar determinado produto, resenhas, coberturas de eventos e mensagens do porta-voz da empresa.

No entanto, existem outras maneiras de tornar seus vídeos igualmente interessantes. Em primeiro lugar, é preciso investir no conteúdo e produzir algo que as pessoas realmente queiram assistir e compartilhar. Além disso, voltando à questão de conservar o interesse dos usuários, é necessário garantir sua atenção já nos cinco primeiros segundos de vídeo, caso contrário, ele provavelmente mudará de opção. Uma estratégia para impedir que isto aconteça é utilizar elementos e personalidades a favor de sua marca.

Quanto à duração, não existe um padrão pré-estabelecido. Porém, quando mais longo for o vídeo, menos pessoas assistirão até o final. Considere o fato de que o vídeo deve durar o suficiente para transmitir a mensagem pretendida. Avalie o que se quer divulgar ao público antes de começar a produzir.

Outra dica é aproveitar a audiência realizando o call-to-action e criando novas possibilidades de interação, como cadastros, making off, divulgação de canais de vídeo da marca e sites de e-commerce, que podem aumentar o engajamento dos consumidores em relação à sua empresa. As possibilidades de clique do Youtube também podem gerar vendas diretas para a sua loja.

Nunca se esqueça de que o consumidor atual tem muitas opções e procura informações ágeis. Neste momento, o vídeo se torna um bom artifício para chamar atenção e recrutar consumidores, pois exerce o papel de divulgador, fortalecedor de relacionamentos e agente importante no processo das vendas. Experimente!

Deixe um Comentário

Entre em contato