fraudes-online

Quem acompanha o blog está por dentro dos dados de crescimento do mercado de e-commerce. No entanto, apesar da evolução constante do setor, as fraudes online ainda afetam o crescimento do e-commerce. O Mapa da Fraude 2016, produzido pela ClearSale, traz números que revelam que, em 2015, a cada minuto, R$ 3.610,20 foram registrados em tentativas de fraude nas compras feitas pela internet. Isso representa 4,40% de todas as transações em lojas virtuais no Brasil, número este que supera do ano anterior, onde chegou a 4,10%.

Além disso, uma pesquisa encomendada pela Oberthur Technologies mostra que 28% dos consumidores foram vítimas de fraudes online ao realizar compras pela internet, e 79% deles mudaram seu comportamento de consumo digital por conta do medo. A reação é comprar menos ou reduzir o número de sites em que compram.

As fraudes têm como alvo as compras feitas por meio de computadores, tablets ou smartphones por intermédio das informações oferecidas pelo consumidor.

Isso acontece por conta da migração para cartões com chip – que obriga os criminosos a buscar outras fontes de dinheiro, já que a clonagem de cartão fica mais difícil. Esta é só mais uma razão para o e-commerce sempre caprichar nas medidas de segurança em seus canais.

Evite fraudes online no e-commerce com medidas de segurança

Proteja seu servidor

Todo cuidado com os códigos maliciosos que se instalam em servidores é pouco. Além de modificar o site e capturar informações da empresa, eles podem capturar logins e informações de seus clientes.

Certificado Digital

É caro, mas é eficiente. O SSL garante comunicação segura de ponta a ponta, entre o cliente e seu banco de dados, graças à criptografia dos dados. O cuidado tem que acontecer na hora de comprar.

Plataforma

Na hora de contratar, escolha as que trabalham com SaaS – ou seja, hospedam o serviço na nuvem – que é um dos itens que mais garante a segurança.

Siga as normas PCI

PCI – Payment Card Industry – são as normas de segurança usadas em todo o mundo para garantir a integridade das transações online. Já adotada por intermediadores e gateways de pagamento, é importante você ter conhecimento e seguir todas as recomendações.

Informação, sempre

Mantenha-se informado. Vale ler os fóruns e sites de tecnologia, bem como os relatórios e estudos das empresas dedicadas à proteção da segurança – tanto de internautas quanto das empresas.

Depois de tomar todas as providências em termos de sistema, lembre: a falha de segurança acontece com pessoas em 99% dos casos. Portanto, não só estabeleça as regras de uso da rede da empresa, código de conduta para os funcionários, faça treinamentos e reciclagem sempre que aparecerem novas técnicas. Se os crackers estão sempre em busca de novas falhas na segurança, nada como manter a atualização e atenção para garantir a segurança de seu negócio.

Por Redação Dr. e-commerce

Com informações da Jet e E-commerce Brasil

Deixe um Comentário

Abrir whastapp
Precisa de Ajuda?
Olá posso te ajudar?