O que os e-commerces podem aprender em tempos de crise?

É comum pensar que agora que as lojas físicas estão fechando, os comércios online vão deslanchar em vendas.

No primeiro momento, sim. Vai haver, como já estamos presenciando, uma histeria para as compras online, no quesito de insumos e remédios.

.

No entanto, é errado pensar que os e-commerces não serão afetados na atual pandemia.

Em um futuro incerto, os consumidores estão com medo da duração da crise e acabam por cortar gastos em compras menos importantes.

Porém, existem alguns pontos a serem considerados pelos empreendedores e gestores de e-commerce.

.

O que os e-commerces podem aprender em tempos de crise?

Vamos listar algumas “lições” que os ecommerces podem aprender em tempos de crise

.

Já aconteceu antes

Não exatamente o mesmo cenário, mas vamos falar de crises no geral.

Não é a primeira crise que o e-commerce enfrenta e nem será a última.

.

Claro que quem está sentindo os maiores impactos são os pequenos e médios e-commerces, porém não foi uma situação repentina no país.

Originário do outro lado do globo, pudemos observar os efeitos que foi causando nos demais países.

O que nos deu uma pequena brecha para nos prepararmos para o que estava por vir.

.

Mudanças no comportamento

O que os e-commerces podem aprender em tempos de crise? É que os consumidores vão sofrer mudanças de comportamento.

Independente de quando a crise chegar ao fim, em um segundo momento, os consumidores se acostumarão a ficar em casa e a tendência é que as compras normalizem.

.

Até mesmo quem não estava acostumado a fazer comprar online, de uma forma ou outra, ficará habituado a realizar grande parte das coisas via internet, inclusive as compras.

A tendência de realizar as comprar online não desaparecerá com o fim da pandemia. E isso terá um impacto positivo no e-commerce.

.

Supermercado

O que os e-commerces podem aprender em tempos de crise

.

Já estávamos muito bem acostumados com os pedidos de iFood e Rappi para comida e alguns outros insumos.

Contudo, as compras de mercado não eram tão recorrentes no dia a dia dos brasileiros.

.

É uma boa oportunidade para mercados investirem melhor nessas áreas. Inclusive mercados de pequeno porte, pois podemos observar carência nesse momento de necessidade.

Prazos grandes de entregas e falta de produtos na loja online são alguns dos problemas que os grandes mercados estão enfrentando.

.

O que os e-commerces podem aprender em tempos de crise? São as grandes oportunidades que essa área oferece.

Os países asiáticos tem grande costume de utilizar as compras online mesmo para mercado.

Além de ser um bom investimento para os menores competirem com as grandes potências.

.

Comida

Como citado no item anterior, pedir comida por aplicativo não é segredo ou novidade para ninguém.

A crise obrigou diversos restaurantes, inclusive, a operarem apenas na forma de delivery.

.

Os pedidos de comida estão nas compras histéricas do primeiro momento que citamos no começo do artigo.

Seja para poupar idas ao mercado ou para saborear algo diferente, quem não se encontrava em nenhum aplicativo de entregas acabou sofrendo muito mais.

.

Cosméticos

Esse nicho faz parte do segundo momento em as pessoas se acostumarão com as compras online.

Na china, uma empresa de cosméticos foi obrigada a fechar 40% de suas lojas durante a crise.

Transferindo os consultores para a internet, como influenciadores digitais, a loja passou por um crescimento inesperado.

.

A cultura dos influenciadores digitais já foi plantada em nossa sociedade.

Porém, por que não utilizar os consultores da loja para fazer conteúdo para a própria marca?

.

Roupas e acessórios

Roupas e acessórios são um nicho mais complicado, afinal envolve gostos e caimento.

Assim como no caso dos cosméticos, investir em provadores online ou ao menos fotos / vídeos de pessoas com corpos diferentes, pode inspirar compras.

.

Observar pessoas de corpos parecidos com os nossos usando determinada peça, nos passa a sensação de que aquela peça combina com você do que ver uma modelo com o corpo totalmente diferente, ou mesmo a peça sozinha.

.

Quer começar hoje?

Se ainda não tem e-commerce, viu que agora é o momento para investir online.

Além do mais, é um investimento que não vai acabar conforme o fim da crise. O e-commerce perdura e além disso, será mais um canal de venda para a sua loja?

Inscreva-se no curso Introdução ao E-commerce

Inscreva-se no curso Como abrir seu e-commerce

.

Estratégia para os anos que estão por vir

O que os e-commerces podem aprender em tempos de crise

.

A crise também pode trazer bons ensinamentos e ideias para os empreendedores de diversos tipos de negócios.

O que os e-commerces podem aprender em tempos de crise? Como superar a crise.

Aliás, como se adaptar à evolução e mudança dos consumidores.

.

As crises chegam ao fim e cabe aos negócios tentarem se adaptar o máximo possível no menor tempo possível para diminuir os impactos sofridos.

Planejamento é a chave. É se planejar todos os dias, fazer contas e pensar como seu consumidor.

.

Com certeza, para quem não tem e-commerce, bem ou mal, esse foi um “empurrão” dizendo que está na hora de se adentrar no mundo da tecnologia.

Costumo dizer para os clientes da consultoria que a vantagem de chegar ao fundo do poço é que dali, só dá para subir.

.

O e-commerce é isso, o mercado é isso.

Estar preparado para decisões rápidas e preparado para se planejar com as mudanças que estão ocorrendo.

Deixe um Comentário

Abrir whastapp
Precisa de Ajuda?
Olá posso te ajudar?